Retiro Quaresmal: Quarta Semana da Quaresma

Ao longo do Retiro Quaresmal, somos continuamente convidados a entrar em sintonia com o tema da Campanha da Fraternidade: “Fraternidade e diálogo: um compromisso de amor”.

.


Nesta quarta semana, o evangelista João (cap.5) revela a resistência e o fechamento dos judeus diante da novidade que Jesus trazia. Eles criam um muro que trava toda possibilidade de diálogo, fechando-se em suas convicções e fanatismos.
.

Sair de seu próprio mundo, unir-se a outras pessoas, conhecer outros modos de pensar e viver, multiplicando assim os próprios pontos de vista, é enriquecer-se humanamente, dilatando os horizontes, crescer pessoalmente.
.

Há pessoas que se consideram as únicas capazes e que sabem tudo, criando muros ao seu redor; não se juntam a ninguém, porque julgam e condenam a todos os que não são como elas. Nos ambientes familiares, nas comunidades, nos espaços escolares…, às vezes existem muros que impedem o diálogo, a convivência serena, a harmonia e a paz. Também nas diferentes denominações religiosas há muros entre os próprios seguidores de Jesus, por suas diferentes maneiras de entender e viver a fé cristã. Excluem-se uns dos outros e alimentam uma “cultura da indiferença”, ante o diferente.
.

O papa Francisco afirma que “a separação é uma fonte imensa de sofrimentos e incompreensões. Temos nos fechado em nós mesmos por temos ou pré-juízos diante a fé que os outros professam com um acento e uma linguagem diferentes. o diálogo é a única via para todos os conflitos; ou se dialoga, ou se grita; não há alternativa”.
.

O diálogo permite que as pessoas se conheçam e compreendam as exigências umas das outras. Sobretudo, é sinal de grande respeito. Não dialogamos quando fazemos prevalecer nossa posição diante do outro. Não dialogamos quando não escutamos suficientemente ou tendemos a interromper o outro para demonstrar que temos razão.
.

Dialogar ajuda as pessoas a humanizar as relações e a superar as incompreensões. Há tanta necessidade de diálogo em nossas famílias, em nossas comunidades, nas relações sociais, na política, na cultura, na religião etc. O diálogo derruba os muros das divisões e das incompreensões… Dialogar é escutar o que o outro nos diz e dizer com docilidade o que nós pensamos; ´só um coração aberto e cheio de ternura é capaz de deixar-se impactar pelo que o outro nos diz.
.

Neste tempo quaresmal, somos convidados a ser, por meio do diálogo, instrumentos que tecem uma rede de respeito e fraternidade para derrubar os muros da divisão e da intolerância, e assim criar pontes de comunicação para sermos dignos da misericórdia divina.

.
Graça a ser pedida nesta semana: deixar-se inspirar pela presença comunicativa de Deus para sermos presenças de diálogo com todos, sem distinção.

.

.



Fique informado também pelas redes sociais:

Instagram: @scjbairu

Facebook: https://www.facebook.com/pscj.bairu

* Informações com a secretaria paroquial pelo telefone (32) 3215-9969.